segunda-feira, 4 de julho de 2011

Felicidade garantida!


“FELIZES os cônscios de sua necessidade espiritual”, disse Jesus Cristo. (Mateus 5:3) Contrário à sabedoria convencional, Jesus indicou a satisfação das necessidades espirituais, em vez de a dos desejos materiais, como o ingrediente essencial para o êxito na busca da felicidade. Estas palavras de Jesus, se forem aplicadas, equivalem a uma garantia de felicidade.
Mas, estar cônscio de sua necessidade espiritual significa mais do que apenas saber que ela existe. Uma necessidade não satisfeita é com mais freqüência uma fonte de ansiedade e irritação em vez de felicidade. Um provérbio bíblico coloca isso da seguinte maneira: “A expectativa adiada faz adoecer o coração.” (Provérbios 13:12) Assim, a felicidade desabrocha quando a pessoa dá os passos para identificar, e daí satisfazer, a sua necessidade espiritual. Como se pode fazer isso?
É aqui que entra a Bíblia. Por quê? Porque somente ela pode dar respostas a perguntas que muitos há muito fazem sem encontrar respostas satisfatórias. Já se perguntou, por exemplo, ‘qual é o objetivo da vida? Por que razão o homem está na Terra? O que reserva o futuro?’ Além de dar respostas satisfatórias a estas e a muitas outras perguntas, a Bíblia fornece também orientações para um modo de vida que tem ajudado a milhões de pessoas a enfrentar os problemas complexos com que todos nós nos deparamos hoje, e que muitas vezes impedem a nossa busca de felicidade. A ‘palavra de Deus é lâmpada para o meu pé e luz para a minha senda’, diz o salmista. (Salmo 119:105) Sem dúvida, a Bíblia é um guia seguro que pode ajudá-lo na busca de felicidade. Considere esses dois exemplos da vida real.
Da irritação para a felicidade conjugal
O casamento pode ser uma fonte de felicidade ou de desgraça. Infelizmente, para muitos é a última. Contudo, os conselhos da Bíblia, quando aplicados, têm ajudado a muitos a encontrar a felicidade num casamento outrora infeliz.
Yungk’un e Meihsiu passaram por isso. “Os primeiros sete anos de nosso casamento não foram felizes”, confidencia Yungk’un. “Passei muito pouco tempo com a minha esposa e duas filhas. De fato, muitas vezes dormia no meu local de trabalho.” Embora tivessem todo o necessário em termos materiais, não eram felizes. Sua esposa acrescenta: “A não ser prover materialmente, meu marido deixava todos os assuntos de família aos meus cuidados. Eu ficava muito irritada.” Eles chegaram a pensar em se separar.
Yungk’un tinha também outros problemas de família. Devido a conflitos familiares anteriores, ele não falava com a sua irmã há sete anos. Isto apesar de morarem a menos de cem metros um do outro. Mas agora seu casamento é feliz, e ele tem uma boa relação com a irmã. Por que essa grande mudança?
“Eu e minha esposa começamos a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová e a assistir às suas reuniões bíblicas semanais”, explica Yungk’un. A irmã dele fez o mesmo. Passaram a aplicar o que aprendiam e ficaram surpresos com os resultados. Yungk’un arranjou um emprego que lhe possibilita prover não só as necessidades materiais de sua família mas também as espirituais e emocionais. Agora, a vida familiar deles é feliz e unida.
Ela encontrou um objetivo na vida
Os que estudam a natureza humana dizem que para sermos felizes temos de ter uma razão de viver, um objetivo na vida. Uma vida voltada para a busca egoísta de bens materiais não atende a essa necessidade. Lini, de 26 anos, constatou isso.
“Eu trabalhava 12 horas por dia, sete dias por semana”, diz ela. “Meu alvo era abrir um grande salão de beleza.” Embora estivesse perto de realizar o seu sonho, ela achava que lhe faltava algo na vida. “Eu me indagava qual era o objetivo da vida. Seria apenas trabalhar e ganhar dinheiro?”
Daí, certo dia, alguém entrou no salão em que ela trabalhava e lhe fez essa mesma pergunta. Foi-lhe dito que a Bíblia poderia responder a essa pergunta. Embora nunca tivesse lido a Bíblia, ela aceitou reservar uma hora por semana para examiná-la.
De seu estudo semanal, Lini aprendeu que a Bíblia predisse muitas das coisas que ela via acontecer todos os dias. Ficou surpresa com a exatidão da Bíblia em descrever de antemão as atitudes existentes ao seu redor, predizendo que os homens seriam “amantes de si mesmos, amantes do dinheiro, pretensiosos, soberbos, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, desleais, sem afeição natural, não dispostos a acordos, caluniadores, sem autodomínio, ferozes, sem amor à bondade, traidores, teimosos, enfunados de orgulho, mais amantes de prazeres do que amantes de Deus”. Ela estudou outras profecias que apontam para o sofrimento sem precedentes causado por guerras, fomes e desastres naturais, vistos ao redor do mundo. — 2 Timóteo 3:1-5; Mateus 24:7, 12.
Daí, Lini aprendeu algo que a deixou muito feliz — estas condições mundiais, que muitas vezes roubam a felicidade das pessoas, são um indicativo de que se aproxima uma nova era na história humana. (Mateus 24:3-14) Ela também leu na Bíblia que o propósito do Criador da humanidade é estabelecer um novo mundo aqui na Terra, em que haverá mundialmente uma prosperidade material que o homem imperfeito nunca conheceu. (Salmo 72:16; Isaías 65:17, 18, 21, 22) Essa futura sociedade próspera não será maculada pela existência da ganância, do egoísmo e do materialismo, com todos os seus maus resultados. (Salmo 37:9-11, 29; 1 Coríntios 6:9, 10) Lini emocionou-se ao ler na Bíblia: “Há novos céus e uma nova terra que aguardamos segundo a sua promessa, e nestes há de morar a justiça.” — 2 Pedro 3:13.
A felicidade o espera
Em vez de gastar todo seu tempo na busca de alvos materiais, Lini usa agora boa parte de seu tempo em falar a outros sobre o que aprendeu. Gostaria de saber mais sobre essas promessas maravilhosas? Gostaria de descobrir como a Bíblia pode ajudá-lo a encontrar a felicidade que Lini, Yungk’un, Meihsiu e milhões de outros encontraram? As Testemunhas de Jeová terão o maior prazer em ajudá-lo.

 G 94 08/12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como é bom compartilharmos nosso estudo pessoal.
Sinta-se a vontade para comentar.