terça-feira, 12 de julho de 2011

Salmos 69:1-36



Ao regente, segundo Os Lírios. De Davi.

1 Salva-me, ó Deus, porque as águas chegaram até a alma.
2 Afundei em lodo profundo, em que não se pode ficar de pé.
Entrei em águas fundas,
E um caudal é que me levou de enxurrada.
3 Fatiguei-me de clamar;
Minha garganta ficou rouca.
Meus olhos falharam na espera pelo meu Deus.
4 Os que me odeiam sem causa tornaram-se até mais do que os cabelos da minha cabeça.
Os que me silenciam, sendo meus inimigos por nenhuma razão, tornaram-se numerosos.
O que eu não roubara, passei então a devolver.
5 Ó Deus, tu mesmo vieste conhecer minha tolice,
E não ficou oculta de ti a minha própria culpa.
6 Não fiquem envergonhados por minha causa os que esperam em ti,
Ó Soberano Senhor, Jeová dos exércitos.
Não sejam humilhados por minha causa os que te procuram,
Ó Deus de Israel.
7 Pois, por tua causa tenho levado vitupério,
Humilhação cobriu minha face.
8 Tenho-me tornado estranho para os meus irmãos
E estrangeiro para os filhos de minha mãe.
9 Pois, consumiu-me o puro zelo pela tua casa
E caíram sobre mim os próprios vitupérios dos que te vituperam.
10 E passei a chorar com o jejum da minha alma,
Mas veio a ser para mim vitupérios.
11 Quando da serapilheira fiz a minha vestimenta,
Então me tornei para eles uma expressão proverbial.
12 Os que estavam sentados no portão começaram a ocupar-se comigo,
E [eu era] o assunto dos cantos de bebedores de bebida inebriante.
13 Quanto a mim, porém, minha oração era a ti, ó Jeová,
Num tempo aceitável, ó Deus.
Responde-me na abundância da tua benevolência com a verdade da salvação por meio de ti.
14 Livra-me da lama, para que eu não afunde.
Seja eu livrado dos que me odeiam e das águas fundas.
15 Que não me arraste um caudal de águas,
Nem me trague a profundeza,
Nem feche o poço a sua boca sobre mim.
16 Responde-me, ó Jeová, pois a tua benevolência é boa.
Vira-te para mim segundo a multidão das tuas misericórdias
17 E não escondas tua face do teu servo.
Responde-me rapidamente, porque estou em sério aperto.
18 Chega-te deveras à minha alma, reivindica-a;
Redime-me por causa dos meus inimigos.
19 Tu mesmo vieste conhecer meu vitupério, e minha vergonha, e minha humilhação.
Diante de ti estão todos os que me são hostis.
20 O próprio vitupério me quebrantou o coração, e [a ferida] é incurável.
E eu estava esperando que alguém se compadecesse [de mim], mas não havia ninguém;
E consoladores, mas não achei nenhum.
21 Mas, por alimento [me] deram uma planta venenosa,
E para a minha sede tentaram fazer-me beber vinagre.
22 Torne-se a sua mesa diante deles em armadilha
E o que é para o seu bem-estar, em laço.
23 Obscureçam-se-lhes os olhos para que não vejam;
E faze seus próprios quadris vacilar constantemente.
24 Derrama sobre eles a tua verberação
E alcance-os a tua própria ira ardente.
25 Fique desolado seu acampamento murado;
Não venha a haver morador nas suas tendas.
26 Pois perseguiram aquele que tu mesmo golpeaste
E prosseguem narrando as dores dos que tu traspassaste.
27 Dá deveras erro sobre seu erro,
E não entrem na tua justiça.
28 Sejam extintos do livro dos viventes,
E não sejam inscritos com os justos.
29 Mas eu estou atribulado e sinto dores.
Proteja-me a tua própria salvação, ó Deus.
30 Vou louvar o nome de Deus com cântico
E vou magnificá-lo com agradecimento.
31 Isto também agradará mais a Jeová do que um touro,
Mais do que um novilho de chifres, de casco fendido.
32 Os mansos certamente [o] verão; alegrar-se-ão.
Vós os que buscais a Deus, mantenha-se vivo também o vosso coração.
33 Pois Jeová está escutando os pobres
E deveras não desprezará os seus próprios prisioneiros.
34 Louvem-no céu e terra,
Os mares e tudo o que neles se move.
35 Porque o próprio Deus salvará a Sião
E construirá as cidades de Judá;
E ali hão de morar e tomar posse dela.
36 E a própria descendência dos seus servos a herdará,
E os que amam seu nome serão os que nela residirão.

_____________________________________________________

Salmo 69:4. Para mantermos a paz pode ser sábio às
vezes “devolver” por pedir desculpas, mesmo que não achemos que
estamos errados.

Salmo 69:20. Alguns dizem que o grande sofrimento emocional
a que Jesus Cristo foi submetido contribuiu para a sua morte. Sobre
ele se profetizou: “O próprio vitupério me quebrantou o coração,
e a ferida é incurável.” (Salmo 69:20) Devem estas palavras ser
entendidas literalmente? Talvez sim, pois as horas que precederam
a morte de Jesus foram agonizantes — não só em sentido físico,
mas também emocional. (Mateus 27:46; Lucas 22:44; Hebreus
5:7) Também, o fato de “sangue e água” terem fluído do ferimento
de lança que Jesus sofreu logo após a sua morte pode ter sido
resultado de uma ruptura no coração. Uma ruptura do coração ou
da artéria principal do coração poderia derramar sangue tanto na
caixa torácica como no pericárdio, que é uma membrana serosa
que envolve o coração. Uma punção em qualquer uma dessas duas
regiões poderia causar um fluxo do que pareceria ser “sangue e
água”. — João 19:34.

Salmo 69:23 — O que significa ‘fazer os quadris dos
inimigos vacilar’? Os músculos na região do quadril são
essenciais para realizar trabalho pesado, como levantar e carregar
cargas pesadas. Quadris vacilantes indicam perda de poder. Davi
orou para que seus inimigos perdessem o poder.

Um comentário:

  1. Silvia disse: É prazeroso ler os relatos biblícos da maneira como vc os coloca. Com toda essa paisagem linda e colorida é um refrigério. Muito obrigado e continue nos dando esse prazer viu ??? Bjão e tenham um ótimo congresso.

    ResponderExcluir

Como é bom compartilharmos nosso estudo pessoal.
Sinta-se a vontade para comentar.