quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

O gatuno não furte mais, antes, porém, trabalhe arduamente, fazendo com as mãos bom trabalho. — Efé. 4:28.



O cristão dedicado que rouba está na verdade ‘atacando o nome de Deus’ por trazer vitupério sobre ele. (Pro. 30:7-9) Nem mesmo a pobreza justifica o roubo. Quem ama a Deus e ao próximo sabe que roubar nunca se justifica. (Mar. 12:28-31) No texto de hoje, Paulo não diz apenas o que não devemos fazer; ele destaca também o que devemos fazer. Se vivermos e andarmos por espírito santo, trabalharemos arduamente para sustentar nossa família e ter também “algo para distribuir a alguém em necessidade”. (1 Tim. 5:8) Jesus e seus discípulos tinham uma reserva financeira para ajudar os pobres, mas o traidor Judas Iscariotes furtava parte desse dinheiro. (João 12:4-6) Ele com certeza não era dirigido por espírito santo. Nós que somos guiados pelo espírito de Deus ‘comportamo-nos honestamente em todas as coisas’. (Heb. 13:18) Assim evitamos contristar o espírito santo de Jeová. 
w10 15/5 4:10, 11

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como é bom compartilharmos nosso estudo pessoal.
Sinta-se a vontade para comentar.