quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Os lábios de quem é estúpido entram em altercação. — Pro. 18:6.



Assim como é preciso ser bondoso e controlado ao falar com colegas de trabalho ou com desconhecidos no ministério, é preciso ser assim também na congregação e no lar. Dar vazão à ira sem medir as consequências pode causar sérios danos à saúde espiritual, emocional e física tanto nossa como de outros. (Pro. 18:7) Maus sentimentos — manifestações de nossa natureza imperfeita — precisam ser controlados. Linguagem abusiva, zombaria, desprezo e rancor são condenáveis. (Col. 3:8; Tia. 1:20) Podem destruir relações preciosas com outros e com Jeová. Jesus ensinou: “Todo aquele que continuar furioso com seu irmão terá de prestar contas ao tribunal de justiça; mas, quem se dirigir a seu irmão com uma palavra imprópria de desprezo terá de prestar contas ao Supremo Tribunal; ao passo que quem disser: ‘Tolo desprezível!’, estará sujeito à Geena ardente.” 
— Mat. 5:22. 
w10 15/6 4:7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como é bom compartilharmos nosso estudo pessoal.
Sinta-se a vontade para comentar.