quinta-feira, 22 de março de 2012

Livrará ao pobre que clama por ajuda. — Sal. 72:12.


Essas palavras, aparentemente escritas pelo Rei Davi do Israel antigo, são muito consoladoras. Anos antes de escrevê-las, ele havia sentido remorso após cometer adultério com Bate-Seba. Naquele tempo, Davi suplicou a Deus: “Segundo a abundância das tuas misericórdias, extingue as minhas transgressões. . . . Meu pecado está constantemente diante de mim. . . . Eis que em erro fui dado à luz com dores de parto, e em pecado me concebeu minha mãe.” (Sal. 51:1-5) Na sua misericórdia, Jeová leva em conta nossa herdada condição pecaminosa. Jeová entende nossa situação lamentável. Mas, conforme predito, o Rei ungido de Deus “terá dó daquele de condição humilde e do pobre, e salvará as almas dos pobres”. (Sal. 72:13) Como se dará esse livramento? O Salmo 72 responde. Referindo-se ao reinado de Salomão, filho de Davi, esse cântico nos dá vislumbres de como o governo do Filho de Deus, Jesus Cristo, livrará a humanidade da aflição. 
w10 15/8 4:1, 2


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como é bom compartilharmos nosso estudo pessoal.
Sinta-se a vontade para comentar.