quarta-feira, 25 de julho de 2012

Todos nós tropeçamos muitas vezes. — Tia. 3:2.


Apesar de suas melhores intenções, até mesmo familiares e nossos queridos irmãos espirituais às vezes talvez digam sem pensar algo que nos magoe. Em vez de logo ficar ofendido, analise com calma o possível motivo de terem falado assim. (Ecl. 7:8, 9) Estavam sob pressão ou temerosos, não se sentiam bem ou enfrentavam algum problema pessoal ou outro? Reconhecer esses fatores pode nos ajudar a entender por que as pessoas às vezes dizem e fazem coisas que não deviam. Isso, por sua vez, pode nos motivar a perdoá-las. Todos nós já falamos ou fizemos coisas que magoaram outros, e esperamos que bondosamente nos tenham perdoado. (Ecl. 7:21, 22) Jesus disse que para sermos perdoados por Deus temos de perdoar outros. (Mat. 6:14, 15; 18:21, 22, 35) Portanto, devemos ser rápidos em nos desculpar e em perdoar, mantendo assim o amor — “o perfeito vínculo de união” — na família e na congregação. — Col. 3:14.
 w10 15/6 4:20, 21

Jeová abençoe seu dia
Rose

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como é bom compartilharmos nosso estudo pessoal.
Sinta-se a vontade para comentar.