sexta-feira, 6 de julho de 2012

Uma lição da palmeira



Uma lição da palmeira
“É UMA encantadora silhueta de extraordinária beleza.” É assim que uma enciclopédia bíblica descreve a tamareira. Nos tempos bíblicos e hoje, tamareiras embelezam o vale do Nilo no Egito e oferecem uma refrescante sombra em torno dos oásis do deserto do Negebe.
Como a maioria das espécies de palmeiras, a tamareira tem um notável tronco reto. Algumas delas atingem a altura de 30 metros e continuam a dar frutos durante 150 anos. Deveras, a tamareira é muito agradável à vista e espantosamente produtiva. Todo ano ela produz vários cachos de tâmaras. Apenas um cacho pode conter mais de 1.000 tâmaras. Certa autoridade escreveu a respeito das tâmaras: “Aqueles que . . . conhecem a tâmara apenas pelos espécimes secos do fruto, exibidos sob uma etiqueta na vitrina duma loja, dificilmente podem imaginar quão deliciosa ela é quando consumida fresca.”
Apropriadamente, a Bíblia compara certos humanos a tamareiras. Para agradar a Deus, a pessoa, assim como uma tamareira frutífera, precisa ser moralmente reta e tem de continuar a produzir boas obras. (Mateus 7:17-20) Por este motivo, figuras gravadas de palmeiras foram usadas como decoração tanto no templo de Salomão como no templo visionário de Ezequiel. (1 Reis 6:29, 32, 35; Ezequiel 40:14-16, 20, 22) De modo que, para a adoração de alguém ser aceitável a Deus, é preciso que ele tenha as características desejáveis da tamareira. A Palavra de Deus explica: “O próprio justo brotará como a palmeira.” — Salmo 92:12.

Um comentário:

  1. Que grande lição... Aqui por acaso conheci as tâmaras, um fruto doce e suculento que não se compara a nenhum outro!! Temos que nos perguntar diariamente sobre se nossa maneira de adorar a Deus é a maneira que Ele quer ser adorado! E corrigir o caminho cada vez que o pé for em direção oposta, a imperfeição existe mas a ajuda de Jeová também e é mais forte!

    ResponderExcluir

Como é bom compartilharmos nosso estudo pessoal.
Sinta-se a vontade para comentar.