segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Por ter [Jesus] mesmo sofrido, ao ser posto à prova, pode vir em auxílio daqueles que estão sendo postos à prova. — Heb. 2:18.


A experiência de Jesus como humano contribuiu muito para habilitá-lo como Rei. O apóstolo Paulo escreveu: “Ele estava obrigado a tornar-se igual aos seus ‘irmãos’ em todos os sentidos, para se tornar sumo sacerdote misericordioso e fiel nas coisas referentes a Deus, a fim de oferecer sacrifício propiciatório pelos pecados do povo.” (Heb. 2:17) Visto que Jesus foi “posto à prova”, ele pode ser compreensivo com os que sofrem provações. A sua compaixão ficou evidente durante seu ministério terrestre. Doentes, incapacitados, oprimidos — até mesmo crianças sentiam-se à vontade na sua presença. (Mar. 5:22-24, 38-42; 10:14-16) Os mansos e espiritualmente famintos também se sentiam atraídos a ele. Por outro lado, da parte dos orgulhosos, dos arrogantes e dos que ‘não tinham neles o amor de Deus’ ele enfrentou rejeição, ódio e oposição. — João 5:40-42; 11:47-53.
 w10 15/12 3:9



2 comentários:

  1. eu já disse que eu amo sua pagina! para mim é como se eu estivesse fazendo estudo pessoal, mais uma vez , já que faço estudo pessoal,em dias alternados , das reuniões, menos quarta e sábado.bj irmã Rose.

    ResponderExcluir
  2. Eu amo sua pagina do blog , irmã Rose, pois para mim , é como se eu estivesse fazendo mais um estudo pessoal , pois você posta , sempre palavras edificantes...bjs

    ResponderExcluir

Como é bom compartilharmos nosso estudo pessoal.
Sinta-se a vontade para comentar.